Veja como ajudar as vítimas do terremoto no Haiti!

O terremoto no Haiti causou destruição e pode ser afetado cerca de 3 milhões de pessoas, segundo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que alerta, porém, que o número ainda pode mudar porque ainda falta verificar muita coisa sobre a situação no país.




Quem quiser ajudar as vítimas do terremoto tem algumas opções. Como costuma acontecer depois de tragédias, podem aparecer sites falsos pedindo doações, então procure doar para instituições reconhecidas por meio do site delas.


A embaixada do Haiti no Brasil recebe doações em dinheiro por meio da conta corrente abaixo. Os recursos serão recebidos diretamente pela embaixada e administrados por ela, segundo o Banco do Brasil. Podem ser feitos depósitos ou transferências de qualquer banco e até mesmo de fora do Brasil para a conta corrente.


Nome: Embaixada da República do Haiti
Banco: Banco do Brasil
Agência: 1606-3
CC: 91000-7
CNPJ: 04170237/0001-71


O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) também recebe doações só em dinheiro. Segundo Silvia Backes, coordenadora do CICV no Brasil, a entidade não recebe outros tipos de doações, como roupas, devido à dificuldade de enviá-las ao país. Ela diz que há uma equipe de ajuda emergencial da Cruz Vermelha saindo de Genebra com toneladas de doações e com equipes de médicos.


Para doar ao CICV, use a conta corrente abaixo:


Nome: Comitê Internacional da Cruz Vermelha
Banco: HSBC
Agência: 1276
CC: 14526-84
CNPJ: 04359688/0001-51


No caso de doações por meio de transferências bancárias, é preciso acrescentar o código 00200 no campo finalidade.


O Movimento Viva Rio informou que abriu uma conta para receber doações que serão usadas para compra de alimentos, água e medicamentos.


Presente desde 2004 no Haiti, o Viva Rio mantém uma equipe de mais de 400 pessoas trabalhando nos projetos, sendo nove brasileiros. Doações podem ser feitas na conta:


Nome: Movimento Viva Rio

Banco: Banco do Brasil
Agência: 1769-8
CC: 5113-6

CNPJ: 00343941/0001-28


O músico haitiano Wyclef Jean recebe doações para ajudar as vítimas do terremoto por meio de sua ONG, a Yelé Haiti. Para doar, acesse o site do Yelé Haiti, clique em "Donate", escolha o valor da doação e forneça os dados do seu cartão de crédito.


A ActionAid, organização internacional sem fins lucrativos, também está recebendo doações. Para ajudar as vítimas do terremoto no Haiti, o interessado pode fazer uma doação pelo telefone 0300 789 8525, das 10h até as 18h, de segunda a sexta-feira, ou pelo site da entidade (www.ajudeohaiti.org.br). A doação mínima é de R$ 10.


A Caixa Econômica Federal lançou nesta sexta-feira (15) uma campanha de ajuda às vítimas do terremoto. Os depósitos serão encaminhadas para o Programa Mundial de Alimentação (PMA) da Organização das Nações Unidas (ONU) e para o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assistência Humanitária (OCHA, sigla em inglês).


Doações podem ser realizados em toda a rede da Caixa e não há valor mínimo. Os dados para fazer depósito são os seguintes:


Nome: PNUD - Haiti

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0647
Operação: 003
Conta: 600-1



Informações sobre cidadãos brasileiros no Haiti podem ser obtidas no Núcleo de Assistência a Brasileiros do Itamaraty, nos telefones abaixo:

(61) 3411-8803
(61) 3411-8805
(61) 3411-8808
(61) 3411-8817
(61) 3411-9718
(61) 8197-2284




5 comments

Roger Sturaro 18 de janeiro de 2010 17:18
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RUDYNALVA 5 de fevereiro de 2011 17:12

Bem que poderíamos tr feito outra campanha agora para ajudar as pessoas do RJ, não é?
Aqui perto de casa tem um posto de coleta de material para ajudar e vez por outro vou lá levar algo. A pessoa ainda estão necessitando muito.
cheirinhos
Ruddy

Luma Thainara 25 de fevereiro de 2011 03:36

Todo o brasil se mobilizou quanto ao acontecido, realmente foi horrível! todos os meus familiares então ajudando com algumas quantidades.

luciana 26 de fevereiro de 2011 16:03

eu doei, não foi uma grande quantidade pq não sou rica né, mas creio que já fez alguma diferença, todos deveriam ajudar.

Kelly Cristina 2 de outubro de 2011 12:32

Foi muito horrível esse terremoto nessa época =(

Postar um comentário